primavera

Você é uma esquina, o lugar pra onde convergi. Agora, repare nos canteiros, as amoreiras estão carregadas e minhas mãos manchadas de vermelho. A primeira vez que te vi usando um chapéu panamá, o sol nascia no seu ventre. Meus olhos se fecharam, e a claridade fazia medo e ardia, o mesmo que você sentia diante de um cão. Passei aqueles dias pendurada nas palavras, o vento tirando as folhas da ordem numérica. Guardei a caixa de fósforos no criado-mudo, porque as larvas comem tudo. Você prefere a sombra do seu chapéu. Eu dobro à esquerda. E sinto saudades por costume.

Anúncios

2 comentários em “primavera

  1. Eu adorando tudo o que leio por aqui.

  2. Sílvia disse:

    lindo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s