quarenta dias

Estamos na quaresma. É tempo de tempo.
Da quarta-feira de cinzas até a Páscoa, deixe a luz a vela queimar.
Aqui vai um poema do meu Pequenos afazeres domésticos:

.

Quaresmeira

Sábado de aleluia
o cheiro da cera
da luz murmurando
preces

– gosto das arandelas
feito luminárias
recolhendo os pingos
da parafina que
escaparam de queimar
propositadamente
meus dedos –

o círio aceso
me vela
convida a ressuscitar
no domingo.

Anúncios

2 comentários em “quarenta dias

  1. Nossa, Lilian, que puta poema!!!

    • Lilian Aquino disse:

      Adriano, cê acredita que só agora percebi que no livro foi um errinho? E vez de “círio aceso”, está lá “acesso” :/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s